top of page

Blog

Leia nosso blog e acompanhe nossos trabalhos e saiba mais sobre SIPAT Online, Cursos NR Online e muito mais.

EPI - Equipamento ou produto?

Proteção ou Uso Individual? Saiba um pouco mais sobre EPI nesse artigo

epi capacete, curso de epi online, curso epi blumenau, curso epi itajai, curso epi rio do sul,

Equipamento ou produto?

Como bem definido no primeiro parágrafo da NR-06, norma regulamentadora que trata do EPI, é considerado assim todo equipamento ou produto de uso individual destinado à proteção contra riscos à saúde e à segurança do trabalhador. Portanto, como exemplos, uma luva é EPI, assim como creme protetor solar. A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:


a) sempre que as medidas de ordem geral não ofereçam completa proteção contra os riscos; b) enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas; c) para atender emergências.


Proteção ou uso individual?


O termo EPI designa proteção individual, proteção de uma pessoa por vez, ou seja, a pessoa que está usando aquele determinado EPI. A maioria dos EPI são feitos também para uso individual, como óculos, vestimentas e protetores de ouvido. São assim por causa de uma questão lógica de higiene.


Porém, alguns equipamentos de proteção individual podem ser de uso coletivo, como é o caso dos equipamentos de proteção contra queda de altura. Podem se encaixar nesse critério também a máscara de solda e luvas especiais contra choques elétricos. O critério comumente encontrado de adotar o uso coletivo vem de uma questão técnica, também financeira, e de especial uso eventual pelos diversos colaboradores.



A norma, porém, em seu primeiro parágrafo define EPI como proteção, mas também uso individual. O próprio controle de utilização, guarda e conservação desses equipamentos quando entregues e utilizados por apenas uma só pessoa fica melhor. Quando mais de uma pessoa utiliza um mesmo equipamento, fica mais difícil acompanhar e garantir seu funcionamento, podendo limitar sua proteção ou mesmo nem atingir seu objetivo de oferecer proteção adicional.




Autor

Sandro Luiz Barth

Técnico de Segurança no Trabalho

62 visualizações0 comentário

Commentaires

Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Ajouter une note
bottom of page